Corrigir hábitos

Um programa de rádio que mexeu com a cidade, eu era garota.
Os entrevistados que, por 2 minutos aproximadamente, respondessem todas as perguntas sem pronunciar as expressões: “Não e Né”, recebiam premiação.
Como bons brasileiros, muitos respondiam sim a tudo e o locutor, cada vez mais esperto, logo derrubou essa estratégia, com questões complexas que exigiam respostas adequadas.

Eu pensava em como desejamos estar com a razão e como uma revanche é tão mais importante do que sair de nosso lugar comum. Dar-nos o direito a uma fugaz chance de modificar nosso status quo, sairia bem mais em conta, mas… Pensava em uma técnica para conquistar a boa-vontade minha e a alheia, e lembrei desse programa.

Foi belo o impacto na cidade
As pessoas deixaram de se portar de forma tão matuta e começaram a elaborar melhor seu vocabulário. Arrisco em dizer que envergonharam-se de suas simplórias estratégias. 

Ouvia-se muito: — Não, é não, e ponto final!, significando, não discuta, não debata comigo. Assim como, o simplório e frágil : um pedido de concordância misto de desculpa pra tudo.

A tempo, lembrei que… mesmo hoje, ainda digo: Não!? significando, surpreendente e pronuncio , esperando apoio.

Corrigir hábitos é uma questão de meta a alcançar, leva tempo e tempo é dinheiro. Bem pensado, o tempo da elaboração de estratégias para provar aos outros que meu erros se justificam e portanto, não eram exatamente erros, ?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: