Preto ou Branco? — Não! Existe um leque de cores…

O onze de setembro, seis anos depois, graças às muitas reflexões, não é mais entendido como uma escolha entre os Estados Unidos ou o Fundamentalismo islâmico. E por isso, serei eternamente grata a Noam Chomsky por sacudir o mundo dessa hipnose dual. 

[…] não se pode abordar o terrorismo dos fracos contra os poderosos sem confrontar igualmente “o terrorismo não mencionável, porém muito mais extremo, dos poderosos contra os fracos”.[…]
[…] As atrocidades que o sujeito comete em outro lugar não existem … pense nos Estados Unidos. Por que estou sentado aqui? … porque alguns fanáticos religiosos Fundamentalistas da Inglaterra vieram para cá e começaram a exterminar a população local, e depois uma porção de outros os seguiram e exterminaram o resto da população local. Não foi uma coisinha à toa, foram milhões de pessoas.
E as pessoas da época sabiam o que estavam fazendo. Não tinham nenhuma dúvida sobre o que estavam fazendo. Mas, isso foi a centenas de anos e não faz mais parte da consciência.[…]
Livro: Poder e Terrorismo – Noam Chomsky

Poder e TerrorismoConheci Noam Chomsky, através da Fabíola Osório, estudiosa e pesquisadora de Direitos Humanos, em uma discussão sobre “Como conceituar terrorismo”. A complexidade desse assunto foi uma das dificuldades enfrentadas pelo Tribunal Penal Internacional no desenvolvimento de seu Estatuto (Estatuto de Roma de 1998).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: